Insatisfação de Lula motivou as alterações na Policia Federal em 11/09/2007

Matéria abaixo foi publicada em 11/09/2007 pela folha de São Paulo, quando Lula alterou parte da Policia Federal.

Confirá abaixo:

Insatisfação de Lula motivou as alterações na PF e na Abin

Petista quer ser informado sobre ações e avalia que atuação de agência é ineficiente

Mudança também permitiu que Antonio Carlos Biscaia e Romeu Tuma Júnior fossem convidados por Tarso para integrar a pasta da Justiça

ANDRÉA MICHAEL
KENNEDY ALENCAR

DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva realizou trocas nos comandos da PF e da Abin porque deseja ter mais informações sobre as grandes operações da Polícia Federal e por avaliar que a Agência Brasileira de Inteligência é ineficiente.
Em conversas reservadas, Lula se queixa de saber de ações da PF pela imprensa, sobretudo no segundo mandato. Além disso, Paulo Lacerda, que deixou a PF para chefiar a Abin, não tinha boa relação com o ministro Tarso Genro (Justiça). Quando Márcio Thomaz Bastos chefiava a pasta, conversava com Lacerda diariamente pela manhã. Com Tarso, o contato passou a ser semanal.
A gota d’água para a mudança na Abin veio na tarde de 13 de julho, na abertura dos Jogos Pan-Americanos, quando Lula foi vaiado no Maracanã.
Dias depois, o presidente soube que a Abin mapeara a disposição das vaias por parte de grupos que foram ao evento como convidados da Prefeitura do Rio, do oposicionista Cesar Maia (DEM) -na versão da agência, que Maia sempre negou. Ainda assim, o informe não chegou ao conhecimento do presidente, o que foi visto como erro do então presidente da agência, Márcio Buzzaneli.
O relacionamento ruim entre Tarso e Lacerda e o episódio do Pan levaram Lula a pedir a Thomaz Bastos que sondasse o antigo diretor-geral da PF sobre a disposição de comandar a agência de inteligência. Lacerda deu resposta positiva.